21 Janeiro 2018, domingo
Principal / Em foco / Projeto Botinho 2018

Projeto Botinho 2018

Foto: Divulgação

 

Colônia de férias do Corpo de Bombeiros RJ estimula a cultura de prevenção a acidentes marítimos *entre jovens de 7 a 17 anos*

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) *abre, nesta segunda-feira (08.01), as inscrições para a edição 2018 do Projeto Botinho.* A colônia de férias da corporação acontecerá entre os *dias 17 e 31 de janeiro em 30 praias de todo o Estado.* As atividades, que são gratuitas, vão beneficiar crianças e *adolescentes de 7 a 17 anos.*

Os responsáveis pela garotada deverão se dirigir a uma das unidades indicadas pela corporação (listagem abaixo) munidos de identidade e CPF, da certidão de nascimento e de uma foto 3×4 da criança, além de um atestado médico liberando o menor para atividade física. As inscrições acontecerão de 8 às 11 horas, até sexta-feira (12.01).

Ao todo, serão disponibilizadas 3.900 vagas. As aulas acontecerão das 8 às 11 horas, de segunda a sexta. Os alunos serão divididos em três turmas: Golfinho (7 a 11 anos), Moby Dick (11 a 14 anos) e Tubarão (15 a 17 anos).

O projeto Botinho acontece desde 1963 com o objetivo de promover a cultura de prevenção a acidentes marítimos por meio de atividades lúdicas e orientadas. Os jovens recebem noções de preservação do meio ambiente, orientações sobre as condições do mar, sobre primeiros socorros e dicas para evitar afogamentos.

– O foco é estimular as novas gerações para que adotem uma conduta segura nas praias, espaço democrático e característico do cotidiano fluminense. Os pais devem ficar atentos porque, nesta edição, o cadastramento é presencial – acrescentou o coronel Coutinho, comandante do CBA XI (Salvamentos Marítimos).

*Confira os postos de cadastramento, as praias que vão sediar o programa e o número de vagas disponíveis: *
 *1º GMAR (Botafogo): Flamengo (150), Piscinão de Ramos (150) e Ilha do Governador (150);*
*2º GMAR (Barra da Tijuca): Barra (150), Recreio (150), Guaratiba (150) e Sepetiba (150);*
*3º GMAR (Copacabana): Copacabana (150) e São Conrado (150);*
 *4º GMAR (Itaipu): Icaraí (150), Piratininga (150), Ponta Negra (150) e Itaipuaçu (150);*
*5º GBM (Campos): Farol de São Tomé (150) e São João da Barra (100);*
*9º GBM (Macaé): Cavaleiros (150);*
*10º GBM (Angra): Angra (150), Mangaratiba (100) e Mambucaba (80);*
 *18º GBM (Cabo Frio): Cabo Frio (150), Praia Brava (100), Búzios (100), Peró (90), Santo Antônio (90), Arraial do Cabo (90), São Pedro da Aldeia (100) e Iguaba (100);*
*26º GBM (Paraty): Paraty (100);*
*27º GBM (Araruama): Praia Seca (150) e Saquarema (150).*

Fonte: Guardas Vidas Rio de Janeiro

Veja mais

Para onde corre os Rios

A luta não deve ser apenas "quando aparecem os mosquitos". Para lutar, é preciso entender o processo.